Juiz anula uma aposta que valia 400 Mil Euros

Um juiz decretou que Edmund Mark Hooper não terá que pagar os mais de 400.000 Euros que perdeu após aposta ao «Pedra, papel, tesoura».

Os factos ocorreram em janeiro de 2011, segundo informa a CBC. O canadiano e Michel Primeau, dois bons amigos naquele momento, decidiram jogar «à melhor de três» deixando por escrito num contrato a quantia que devia pagar o perdedor.

Hooper perdeu e, ao dar-se contra de que não podia assumir o pagamento de dívida, teve que hipotecar a sua casa. Uma complicada situação que levou ambos a enfrentarem-se num julgamento.

Segundo a lei do Quebec, para que um contrato de apostas seja válido, deve estar relacionado com actividades que «só requeiram habilidade ou esforço corporal de cada um dos participantes», e não com a sorte. Além disso, a quantidade de dinheiro apostada não deve ser excessiva.

Depois de estudar o ocorrido neste particular caso, o Tribunal Supremo determinou que a aposta tinha por base um jogo de habilidade, mas que a quantia que haviam apostado era, sim, excessiva. Este auto não convenceu o ganhador do «Pedra, papel, tesoura» que recorreu da sentença, mas o veredicto ao que chegou o juiz no passado 17 de Abril seguiu a mesma linha que o anterior.

Nesta segunda ocasião, o tribunal concluí que o jogo não só se baseava na habilidade, como estabelecia a lei, mas que tinha também uma grande parte de sorte. Deste modo, a dívida de Hooper fica anulada. Pode ser que da próxima vez o canadiano pense duas vezes.

Fonte ABC.es

Aposta Online numa das casas de apostas legais

50€ no 1º depósito
18+ Terms ApplyLer Análise
50€
18+ Terms ApplyLer Análise
50€ sem Risco
18+ Terms ApplyLer Análise
10€ sem depósito
18+ Terms ApplyLer Análise

Add a Comment

O seu endereço de email não será publicado.